terça-feira, 27 de outubro de 2015

Verdades de hoje também podem ser mentiras

25/10/2015 18h34 - Atualizado em 25/10/2015 18h46

Tony Blair pede desculpas pelos erros na Guerra do Iraque

Pela primeira vez, ex-premiê admitiu que Hussein não tinha armas químicas.
Blair reconheceu que invasão influenciou no surgimento do Estado Islâmico.

Depois de 12 anos, o ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair pediu desculpas pelos erros na Guerra do Iraque. Foi em uma entrevista para rede de TV americana CNN, que ainda vai ao ar. Pela primeira vez, ele admitiu que o regime do ditador Saddam Hussein não tinha um programa de armas químicas.
“Eu posso dizer que eu peço desculpas pelo fato das informações que a Inteligência recebeu estavam erradas. Porque, mesmo que ele tenha usado armas químicas de maneira ampla contra seu próprio povo e contra outros, o programa, na forma em que pensávamos, não existiu. Então, eu posso me desculpar por isso. Eu também posso me desculpar, para alguns erros
de planejamento e certamente pelo nosso entendimento do que aconteceria, uma vez que você removesse o regime”, afirmou Blair.
Tony Blair garantiu que não se arrepende de ter deposto Saddam Hussein da liderança do Iraque.
“Mas eu acho difícil pedir desculpas por remover Saddam. Mesmo hoje em 2015, é melhor que ele não esteja lá”, disse.
Ele também reconheceu que a invasão do Iraque teve influência no surgimento do grupo terrorista Estado Islâmico, que hoje aterroriza tanto o Iraque, quanto a Síria. Blair também lembrou que não dá para saber como a Primavera Árabe iria influenciar o Iraque sob o regime de Saddam Hussein.
O ex-primeiro-ministro governou o Reino Unido por dez anos, de 1997 até 2007. Tony Blair caiu em desgraça junto à opinião pública britânica por ter, justamente, apoiado o projeto do presidente americano George W. Bush de invadir o Iraque. O governo britânico e o governo americano justificaram essa invasão afirmando que Saddam Hussein tinha armas químicas. As armas nunca foram encontradas.
Fonte: http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2015/10/tony-blair-pede-desculpas-pelos-erros-na-guerra-do-iraque.html

Postar um comentário