sexta-feira, 26 de julho de 2013

É FATO: MP SÓ VÊ O QUE QUER VER

Enquanto manifestantes são tratados pelo Ministério Público como membros de quadrilhas para que as penas sejam aumentadas, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pede arquivamento de processo no Supremo Tribunal Federal (STF) que envolveu o ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ari Pargendler. O ministro foi acusado de desrespeitar um estagiário que trabalhava no tribunal em 2010. Pargendler gritou com o estagiário em um terminal de autoatendimento bancário localizado no STJ. O ministro usava a máquina e teria se incomodado com a proximidade dele, arrancando-lhe o crachá do pescoço. O estagiário foi ainda foi demitido!
Tudo foi explicado e esclarecido a favor do ex-presidente do STF, Ari Pargendler. O povo nos ensina: aos amigos os favores da lei, aos inimigos os rigores da lei.
Veja a matéria Débora Zampier
/Agência Brasil - 26/07/2013, publicada no blog do jornalista Edson Sombra.
Postar um comentário